Fusão

Sempre que meu pai viaja, ele me traz um livro de algum escritor local. Do Uruguai, além de uma antologia poética de Mario Benedetti, ele me trouxe um CD. Estávamos em 2006, quando esse objeto ainda fazia algum sentido, quando os carros ainda tinham um espaço reservado para o CD player.

“Jorge Drexler. O cara da loja me disse que era o melhor cantautor uruguaio do momento”. O nome me soava familiar. Era aquele latino que tinha ganhado um Oscar por sua música na trilha sonora de Diários de Motocicleta. A produção do Oscar havia incluído a apresentação da música na cerimônia, mas impediu o seu compositor de executá-la, escalando Antonio Banderas e Carlos Santana para tocar uma versão bem esquisita da canção.
Em protesto, quando ganhou a estatueta, em vez de fazer um discurso de agradecimento, Jorge Drexler cantou à capela duas estrofes de sua música e “tchau”.

Quando eu fui ouvir o CD, chamado “Eco”, não conhecia outra música além da vencedora do Oscar, “Al Otro Lado del Río”. Talvez pela familiaridade, ela foi a minha primeira música preferida do disco, mas logo deu lugar a “Mi Guitarra y Vos”, que deu lugar a “Salvapantallas”, que perdeu para “Milonga del Moro Judío”… Foi me viciando numa música atrás da outra que esse álbum enterrou de vez a minha adolescência “roqueira intolerante” com o pop.

Hoje, mais de dez anos depois, só uma ou duas faixas ainda não tiveram a sua fase de minha música favorita do CD. Atualmente, eu estou viciado em “Fusión”, e queria cantar a sua letra original, mas meu uruguaio é fraco, então eu ousei escrever uma versão em português.

Procurei fazer a tradução mais direta possível, sempre que isso não prejudicasse o sentido da letra ou seu encaixe na melodia. Vejam aí.

Quase ia me esquecendo de novo: a Seu Geovane, a quem nunca agradeci, obrigado pelo presente.

 

Thiago Amazonas de Melo


Mais coisas no Instagram: https://www.instagram.com/thiagoatmelo/
Anúncios

Calma

Calma,
ela não disse que não vem.
Só disse que a gente tem
que esperar um pouco mais.
E há demoras na vida que vêm para o bem.

Vou além:
se pararmos para pensar,
é exatamente ela que virá.
Que outro alguém
poderia chegar em seu lugar?
Quem?

Ninguém.

Se a mesma paixão vai chamá-la,
se o mesmo amor vai fazê-la,
se a mesma carne vai formá-la,
se os mesmos planos vão trazê-la,
quem?

É ela mesma que virá.

Thiago Amazonas de Melo


Mais vídeos no YouTube: https://www.youtube.com/channel/UC0_aAga12Q1IdIpZ8unXNJw
Mais textos no Facebook: https://www.facebook.com/thiagoamazonasdemelo
Mais coisas no Instagram: https://www.instagram.com/thiagoatmelo/

Entrevista|Thiago Melo

DELFOS

Chama-se Thiago Melo, é do Recife, estado de Pernambuco (Brasil) e, mesmo  sem ele próprio se considerar um artista, utiliza a sua música e poesia para explorar,  afinal, o que está na base da condição humana :  a dualidade entre a verdade e a mentira, a mentira poética essencialmente, os equívocos, o tempo, a ideia de  estrada, de caminho, o ir à procura, quando a poesia está presente e o que fazer na sua ausência. Fazendo uso da voz e violão, com a parceria de amigos ou a solo, e com um forte vínculo  à estrutura basilar do MPB, partilha a sua música nas redes sociais, tal como a sua poesia que vai declamando em vídeo. Portanto, é  só apurar os ouvidos e escutar. Recentemente, desafiei-o com umas pequenas perguntas por e-mail e o meu pedido foi atendido. Sem mais demoras, passemos então ao principal – as palavras do Thiago…

Ver o post original 1.253 mais palavras

Vai

Há mais ou menos um ano, eu e meus amigos Zaca e Cícero começamos a filmar poemas meus. Está aí a primeira experiência:

Vai
Segue tranquila da tua decisão.
Entrega-te. Permite-te.
Vive tudo que há para viver sem mim;
Tens minha bênção.

Vai
e fecha bem a porta.
Antes de ter vivido tudo, nem pense em voltar.
Eu te peço:
esquece o caminho de regresso.
Não queiras saber da minha vida.
E, ainda que eu te chame, não olhes para trás.

Vai
e leva tudo que é teu,
tudo que me faça lembrar de ti,
para eu não me contrariar;
mas, se fores jogar fora as lembranças de nós dois,
joga não,
melhor me dar.

Thiago Amazonas de Melo


Mais vídeos no YouTube: https://www.youtube.com/channel/UC0_aAga12Q1IdIpZ8unXNJw
Mais textos no Facebook: https://www.facebook.com/thiagoamazonasdemelo
Mais coisas no Instagram: https://www.instagram.com/thiagoatmelo/